Infracommerce

B3
svg2

O que faz a área de supply chain?

O que faz a área de supply chain?

Neste artigo, você vai entender como funciona o supply chain (cadeia de suprimentos). Acompanhe!

Embora a supply chain (cadeia de suprimentos) seja um campo de carreira muito amplo, ela possui 7 áreas funcionais principais: Compras, Manufatura, Gerenciamento de Estoque, Planejamento de Demanda, Armazenamento, Transporte e Atendimento ao Cliente.

Essas áreas podem parecer funções independentes, mas em uma cadeia de suprimentos eficiente, elas devem interagir em grande medida e são muito dependentes umas das outras. Entenda mais, leia este conteúdo até o fim.

Supply Chain: principais áreas da cadeia de suprimentos 

1. Área de compras na supply chain 

Os principais objetivos da compra na supply chain são:

  • Manter a qualidade e o valor dos produtos de uma empresa;
  • Minimizar o caixa atrelado ao estoque;
  • Manter o fluxo de insumos para garantir o fluxo de produtos e;
  • Fortalecer a posição competitiva da organização.

A compra também pode envolver:

  • Desenvolvimento e revisão das especificações do produto;
  • Recebimento e processamento de requisições;
  • Publicidade para licitações;
  • Avaliação de propostas;
  • Adjudicação de contratos de fornecimento;
  • Inspeção de bem recebido e;
  • Seu armazenamento e liberação apropriados.

A função de compras é fundamental para qualquer empresa, pois fornece os materiais e recursos necessários para criar um produto. À medida que a economia se torna mais global, as oportunidades tornam-se ainda mais excitantes. As funções que existem nessa etapa são inúmeras, e aqui estão apenas algumas: coordenador ou analista, gerente de materiais, gerente de compras corporativas. Essas funções podem existir em um local de campo, como uma fábrica ou em um local corporativo.

Dependendo da empresa, os indivíduos podem estar envolvidos na compra de materiais de escritório até peças para a construção de motores de avião.

2. Área de fabricação na supply chain 

A fabricação e produção de mercadorias para uso ou venda usando mão de obra e máquinas, ferramentas, processamento químico e biológico ou formulação. O termo pode se referir a uma gama de atividades humanas, do artesanato à alta tecnologia, mas é mais comumente aplicado à produção industrial, na qual as matérias-primas são transformadas em produtos acabados em larga escala. Esses produtos acabados podem ser usados ​​para fabricar outros produtos mais complexos, como aeronaves, eletrodomésticos ou automóveis, ou vendidos a atacadistas, que por sua vez os vendem a varejistas, que os vendem a usuários finais e consumidores.

A função de fabricação tem recebido muita atenção na imprensa à medida que as empresas transferem vários supervisores de operações de produção. Apesar disso, ainda há muitas oportunidades de trabalho disponíveis. Estes incluem: planejador de produção, gerente de produção, gerente corporativo de planejamento de produção, gerente de fábrica, operador de linha, operador de máquina, analista de controle de qualidade ou engenheiro.

A manufatura sempre desempenha um papel fundamental na economia do Brasil, pois muitos produtos sempre serão produzidos aqui. De alimentos a carros, as empresas continuarão a fabricar no Brasil por causa da mão de obra qualificada e dos recursos naturais disponíveis.

2. Área de gerenciamento de estoque na supply chain 

Atividades empregadas na manutenção do número ou quantidade ideal de cada item de estoque.

O objetivo do gerenciamento de estoque é fornecer níveis ininterruptos de produção, vendas e/ou atendimento ao cliente a um custo mínimo. Como, para muitas empresas, o estoque é o maior item da categoria de ativos atuais, os problemas de estoque podem contribuir e contribuem para perdas ou mesmo falhas nos negócios.

A gestão de estoques é uma função fundamental de qualquer empresa manufatureira, seja nacional ou estrangeira. O estoque físico é muitas vezes um dos ativos mais significativos de uma empresa e, sem ele, a empresa não teria vendas. É importante ter o produto certo, no lugar certo e com o preço certo, e o estoque permite que isso ocorra. Na economia global de hoje, a função de estoque tornou-se mais importante e desafiadora, pois o produto pode ser produzido e disponível em qualquer lugar do mundo.

3. Área de planejamento de demandas na supply chain 

Trata-se do processo de previsão da demanda do cliente para impulsionar a execução dessa demanda pela cadeia de suprimentos corporativa e gestão de negócios. A previsão de demanda envolve técnicas que incluem métodos informais, como suposições fundamentadas, e métodos quantitativos, como o uso de dados históricos de vendas e técnicas estatísticas ou dados atuais de mercados de teste.

A previsão de demanda pode ser usada no planejamento da produção, gerenciamento de estoque e, às vezes, na avaliação das necessidades futuras de capacidade ou na tomada de decisões sobre a entrada em um novo mercado.

A previsão de demanda é prever a demanda futura para o produto. Em outras palavras, refere-se à previsão da demanda provável de um produto ou serviço com base em eventos passados ​​e tendências predominantes no presente.

O planejamento de demanda hoje requer habilidades analíticas e amor pela modelagem computacional. Ajuda se você tiver uma bola de cristal, mas como poucas pessoas têm, a arte e a ciência de prever o que as pessoas vão comprar, ou quais componentes você vai precisar, ou quais tendências vão impactar as vendas do seu produto é deixada para quem pode analisar e interpretar os dados de forma eficaz.

3. Área de armazenagem na supply chain  

Desempenho de funções administrativas e físicas associadas à armazenagem de mercadorias e materiais. Essas funções incluem recebimento, identificação, inspeção, verificação, armazenamento, recuperação para emissão, etc.

Embora muitas pessoas vejam a função de armazenamento como o simples processo de armazenar produtos, ela evoluiu para uma função que faz mais do que isso. No mundo de personalização em massa de hoje, o armazém evoluiu para um centro de distribuição e até mesmo uma instalação para personalizar o produto final por meio de reembalagem, rotulagem ou outra conversão física. A importância dessas instalações cresceu, pois é a “parada” final antes de se mudar para o cliente.

O manuseio, armazenamento e gerenciamento adequados dos produtos dentro dessas instalações devem ocorrer para que os pedidos dos clientes possam ser atendidos com o produto certo no momento certo.

4. Área de transporte na supply chain  

É o movimento de pessoas, animais e mercadorias de um local para outro. Os modos de transporte incluem aéreo, ferroviário, rodoviário, aquático, cabo, dutoviário e espacial. O campo pode ser dividido em infraestrutura, veículos e operações. O transporte é importante porque possibilita o comércio entre as pessoas, essencial para o desenvolvimento das civilizações.

A função de transporte é fundamental para a cadeia de suprimentos porque é onde a borracha literalmente encontra a estrada. Uma empresa pode ter o produto certo no armazém certo na hora certa, mas sem transporte não chegará ao cliente na hora certa. Na economia global de hoje, essa função é ainda mais crítica, pois não é mais tão fácil quanto colocar um produto em um caminhão e entregá-lo. Agora pode ser enviado por navio porta-contêineres, avião, trem, caminhão ou até carro uber antes de chegar ao cliente. As empresas precisam avaliar as muitas dimensões diferentes de cada opção, como custo, velocidade, confiabilidade e capacidade de atendimento ao decidir qual utilizar.

5. Área de atendimento ao cliente na supply chain  

O processo de garantir a satisfação do cliente com um produto ou serviço. Muitas vezes, o atendimento ao cliente ocorre durante a realização de uma transação para o cliente, como fazer uma venda ou devolver um item. O atendimento ao cliente pode assumir a forma de uma interação pessoal, um telefonema, sistemas de autoatendimento ou outros meios.

Embora a função de atendimento ao cliente pareça estar no final da cadeia de suprimentos, definitivamente não é o final do processo. Essa função é fundamental, pois trabalha para atender às necessidades do cliente e garantir que ele receba o que deseja, quando deseja. Essa função às vezes é o único ponto de contato que um cliente tem com um cliente, portanto, é imperativo que eles tenham as habilidades e o conhecimento para entender as necessidades do cliente e atender a essas necessidades quando possível.

Dentro de cada uma dessas funções, existem muitos tipos diferentes de papéis.

Se você procura por mais soluções em logística, a Infracommerce planeja a operação de sua empresa de forma integrada, focada em resultados, satisfação do seu cliente e omnicanalidade. O nosso ecossistema digital é baseado nas seguintes soluções: Infra.shop, Infra.data, Infra.pay, Infra.log e Infra.digital. Entre em contato para conhecer nossas soluções!

Generic selectors
Palavras exatas
Pesquise por título
Pesquise por conteúdo
Post Type Selectors

Digitalize seu Go-to-Market

Faça parte do maior ecossistema de Full Commerce da América Latina!

Infradigital: A vertical de marketing da Infracommerce

Infradigital: A vertical de marketing da Infracommerce Um dos maiores desafios do e-commerce é melhorar…

Seu negócio está investindo em entrega expressa?

Um dos principais fatores que contribuíram para o surgimento do setor de comércio eletrônico é a acessibilidade.…

Vendi um produto defeituoso. E agora?

Você sabe o que fazer caso aconteça de seu negócio vender um produto defeituoso? Nos acompanhe…

Fale agora com
nossos
especialistas

Ao preencher o formulário e clicar no checkbox, você expressamente declara que está ciente de que a nossa empresa poderá realizar contato com você via e-mail, telefone, WhatsApp ou qualquer outro meio e enviar comunicações para o fim exclusivo de apresentar conteúdos, produtos e serviços relacionados à Infracommerce.