Infracommerce

Infracommerce
B3

O que é o cross docking?

O que é o cross docking?

Neste post, explicaremos o significado desse termo cross docking, bem como o modo que normalmente ele é empregado nas empresas. Confira!

Podemos começar dizendo que o cross docking é uma revolução logística que oferece muitas vantagens aos gestores que o adotam em seus negócios.

Trata-se de uma estratégia que modifica os conceitos tradicionais de armazenamento. O cross docking propõe a redução máxima, ou mesmo, a eliminação do estoque dos itens comercializados pela empresa. Esse método também afeta a forma de gerir o transporte das mercadorias.

Cross Docking: entenda o que é

A expressão de origem inglesa cross docking pode ser traduzida como cruzamento de docas. Na prática, trata-se de um sistema diferenciado de distribuição de commodities.

O objetivo é que, ao chegarem ao centro de distribuição, já haja uma infraestrutura completa para dividir a carga e enviá-la ao destinatário imediatamente ou em no máximo 24 horas.

Essa configuração ganha muito espaço em negócios que não precisam de uma estrutura física mais potente. No entanto, devido ao impacto de seus resultados positivos, também atraiu a atenção geral de diferentes tipos de negócios.

O cross docking é perfeito para atender as necessidades

A tecnologia cross docking é apropriada para atender principalmente a demanda de e-commerces, porém qualquer tipo de empresa pode adotar essa técnica, em especial aquelas focadas em operações B2B, das quais necessitam de otimização de seus processos com o cruzamento de docas.

Portanto, independente do modelo de negócio vale muito a pena apostar na metodologia cross docking para melhorar a eficiência logística da empresa. De qualquer forma, é muito importante que a sua implantação seja planejada.

Isso porque a operação exige investimentos, como aluguel de pessoal e software de gestão dentro do centro de distribuição.

O treinamento dos funcionários é outro ponto que exige tempo e esforço. No entanto, para evitar o fracasso da empresa, é necessária uma mão de obra qualificada. Apesar do investimento inicial, qualquer empresa que precise reduzir custos de processo e otimizar lead times e atendimento ao cliente pode apostar nesse modelo.

Quais são as categorias de cross docking?

A execução do cross docking pode ser realizada em três tipos. São maneiras diferentes de aplicar o método no processo logístico. Veja em seguida.

Movimentação contínua

A intenção desse método é não deixar o estoque parado. Comumente usado por e-commerces, nesse processo, as mercadorias são encaminhadas do fornecedor para o CD e, logo em seguida, são enviadas para o consumidor final.

Movimento de distribuição

Utilizado principalmente pelas empresas B2B, pois seus processos de vendas são mais volumosos. Dessa maneira, a carga só é despachada do CD quando o caminhão estiver cheio. Esse tipo de distribuição de mercadorias também é conhecido como Full Truckload (FTL).

Movimentação consolidada ou híbrida

Empresas com alto giro de estoque preferem essa metodologia do cross docking. Nesse caso, as mercadorias oriundas dos fornecedores seguem para uma triagem, das quais parte são enviadas para o consumidor e outra segue para estocagem à espera de outros produtos necessários para fechar o pedido.

Qual o momento de mudar sua estratégia de logística para o Cross Docking?

Ao contrário do que muita gente pensa, no dia a dia de um e-commerce, o real desafio aparece depois que o cliente finaliza a compra. Ele está interessado em fazer com que o resultado dela seja um cliente feliz e satisfeito. Assim, por meio de uma estratégia eficiente e cuidadosa, a loja virtual gerencia a jornada do produto adquirido.

Mas, apesar do uso do cross docking no e-commerce ser um caminho muito interessante, adotar e implementar uma estratégia dessa natureza é um passo importante e que demanda investimento.

Antes de mudar, você precisa ter certeza de que sua empresa está preparada e armada com bons fornecedores. Caso contrário, pode ser um tiro no pé.

Entenda os benefícios do Cross Docking

Despesas de Estoque reduzidas: Como você não precisa ter espaço para armazenar seus produtos, no máximo um local para recebê-los de seus fornecedores e processá-los, suas despesas de gestão de estoque certamente diminuirão.

Agilidade: Neste sistema, o estoque é substituído por um centro de distribuição cujo único objetivo é aumentar a eficiência: preparar e reenviar as mercadorias enviadas pelos fornecedores aos compradores o mais rápido possível. Então quem ganhar é o seu cliente, se tudo der certo, ele receberá sua compra em menos tempo, e você, ele será o amor dele.

Evite falta de estoque: como o fornecedor enviará o produto quando você o comprar, você não precisa se preocupar se o produto está em estoque. Nesse caso, você também não precisa fazer uma previsão de demanda tão fechada.

Entendeu o que é o cross docking? Para conhecer mais sobre a solução, entre em contato com a equipe da Infracommerce!

Aumentando as vendas com prospecção ativa

Separamos 10 dicas de prospecção ativa para que você encontre novos leads qualificados que possam aumentar de…

3 Dicas para aumentar a Taxa de Conversão

Como melhor a taxa de conversão para conseguir mais clientes com o tráfego que já temos? Entenda…

Como o D2C pode aproximar os clientes e aumentar as vendas

O D2C é um dos métodos mais comuns no mercado. Você sabe como funciona e os benefícios?…

Quer fazer parte
do seleto grupo
de operações
de e-commerce eficientes e escaláveis?

Entregamos operações de e-commerce de acordo com as necessidades da sua empresa de forma completa ou modular.

Vamos conversar!

Conte-nos sobre seu negócio 

* campos obrigatórios.

Ao me cadastrar concordo em receber novidades sobre e-commerce, varejo e eventos relacionados à Infracommerce.