Infracommerce

B3
svg2

Como fazer a integração ERP

Como fazer a integração ERP

Você sabe o que é ERP? Já ouviu falar em como fazer a integração para esta ferramenta? Aqui falaremos um pouco mais sobre o tema. Boa leitura!

integração ERP é uma ferramenta que as grandes empresas utilizam para obter uma gestão robusta e eficiente. Por isso, adotar seu uso pode ser o primeiro passo para o crescimento do negócio.

Quando os sistemas são usados ​​para propósitos diferentes, sua produtividade aumenta inevitavelmente. Dessa forma, informações valiosas são armazenadas no lugar certo e recebem a atenção necessária.

É importante saber como e por que essa integração precisa ser implementada. Devido a essas informações, seu desenvolvimento será maior e mais amplo. Este artigo vai tirar suas dúvidas e mostrar como é fácil usar essa ferramenta.

A importância da integração ERP

A gestão de um negócio envolve várias atividades. Cadastro de produtos, verificação de vendas, acompanhamento de estoque, faturamento e expedição de mercadorias são apenas algumas das rotinas diárias.

Fazer tudo isso manualmente parece fácil no começo. Mas à medida que as vendas aumentam e as lojas online crescem, torna-se mais difícil. É por isso que muitos empreendedores investem em softwares ERP (Enterprise Resource Planning).

O ERP ou Business Resource Planning é um sistema que facilita a gestão ao permitir que vários departamentos de uma empresa sejam integrados em uma única plataforma.

Cada departamento é gerenciado por meio de um módulo ERP. De um modo geral, um sistema de gestão tem nove módulos principais. Veja quais são:

  • Administração: cadastrar usuários e documentos, gerenciar direitos de acesso, etc.;
  • Suprimentos: gerenciar a aquisição de produtos para revenda e a aquisição de materiais de apoio;
  • Produção: Para empresas que fabricam seus próprios produtos. Gerar ordens de produção e relatórios de acompanhamento;
  • Controle: gerencie os recursos da empresa, faça o inventário e atribua centros de custos diretos e indiretos;
  • Faturamento: funções como faturamento, verificação de disponibilidade de estoque, etc.;
  • Financeiro: processamento de contas a pagar e receber, auxiliando na gestão de custos, como compra de mercadorias mensalmente, e definição de preços de revenda;
  • Fiscal: realizar a apuração e recolhimento de tributos, como ICMS, IPI, e arquivar declarações acessórias, como SPED;
  • CRM: Gerenciar dados do histórico de compras dos clientes, permitindo campanhas e campanhas de marketing direcionadas;
  • Logística: Realizar contagem de estoque, controle de transporte de cargas e logística reversa.

Reunir dados de todos os domínios em uma única base e integrar e-commerce com software de gestão é essencial para o seu negócio crescer em um ambiente digital.

Existem várias formas de fazer essa integração, mas duas delas são as mais tradicionais e as mais comuns: integração via API e integração via planilha. Abaixo, vamos enfatizar o que é mais utilizado a integração ERP via API.

Integração ERP via API’s

Esse tipo de integração é o mais utilizado e mais adequado para operações de e-commerce por ser totalmente automatizado e dinâmico, exceto que não depende de intervenção humana nas principais etapas de atualização de informações.

Para isso, seu ERP e loja virtual devem ter montado e documentado a estrutura de webservices. Ou seja, ambos os sistemas podem fornecer informações de seus bancos de dados com segurança – em um ambiente online – para que outros softwares possam usar e atualizar automaticamente essas informações.

Como fazer a integração ERP com APIs?

1. Garanta a atualização da API

Muitas organizações criam suas próprias APIs ou as compram no mercado para garantir que o ERP seja consistente com todos os outros aplicativos. Nesse caso, muitos fatores podem afetar o andamento da API à medida que o aplicativo é atualizado.

Para evitar que isso aconteça, é necessário que o desenvolvedor defina outro profissional para manter o correto funcionamento da API ao deixar o funcionário da empresa.

2. Saiba que as APIs incorporam complexidade ao setor de TI

A API precisa ser instalada é compatível com outros sistemas. No entanto, se o processo de atualização não for feito corretamente entre todos os componentes (ERP, ferramentas complementares e a própria interface), pode resultar na quebra de sua funcionalidade ou no funcionamento do aplicativo ERP.

Portanto, para evitar que as APIs adicionem muita complexidade ao setor, um bom plano de contingência precisa ser projetado e implementado.

3. Mantenha um profissional qualificado e um sistema de gerenciamento de APIs

Como mencionado anteriormente, o gerenciamento de API é um processo complexo em qualquer implementação de software em escala. Pode até ser necessário implantar várias APIs para conectar totalmente a funcionalidade do ERP.

Isso envolve vários pontos de vulnerabilidade para monitorar, vários pontos de complexidade para manter e vários pontos potenciais de falha. Programas de gerenciamento de APIs e profissionais qualificados para atuar em campo podem ajudar nisso. O maior problema é conseguir mão de obra suficiente e pagar os altos salários que o cargo exige.

4. Lembre-se de que APIs são suscetíveis a vulnerabilidades

Como qualquer sistema operacional em rede, as APIs que integram o ERP são suscetíveis a falhas operacionais – especialmente nas APIs, que criam brechas em arquivos maliciosos e hackers que podem acessar informações da empresa.

Portanto, é necessário implementar medidas de segurança da informação em todos os dispositivos. Firewalls e sistemas de segurança de endpoint são essenciais para monitorar e controlar adequadamente as vulnerabilidades.

Defina quem é responsável pela segurança da API, monitore-os e restrinja seu acesso. Além disso, realize uma auditoria para determinar as ações do desenvolvedor e garantir que a segurança seja levada em consideração em qualquer caso.

5. Conte com um id original armazenado externamente

Manter dois registros diferentes entre sistemas diferentes é uma característica da falta de integração ERP. Para reverter isso, você precisa fazer referência ao recurso usando uma chave primária (chamada id original) que existe em um sistema externo comum a todo o sistema.

Cria um registro exclusivo pelo ID original, que pode ser notificado para fazer backup do mesmo banco de dados no sistema durante a atualização.

6. Escolha um sistema que sincronize os dados entre softwares e suas versões

A sincronização de dados entre o tempo de execução e sistemas externos por meio de atualizações deve criar uma identidade digital para salvar as alterações internamente. Portanto, os registros modificados desde aquela data podem ser consultados.

A tendência do mercado é criar sistemas que já facilitem a integração ERP com as APIs, ao invés de as empresas adquirirem softwares para desenvolver as próprias aplicações. Esta solução é a solução mais eficaz e promissora para aumentar a segurança, agilidade e produtividade de uma organização.

Gostou deste artigo? Continue nos acompanhando para ter acesso a mais conteúdos como este.

Aproveite para acessar a plataforma Infracommerce para conhecer nossas soluções!

Generic selectors
Palavras exatas
Pesquise por título
Pesquise por conteúdo
Post Type Selectors

Digitalize seu Go-to-Market

Faça parte do maior ecossistema de Full Commerce da América Latina!

Mecanismos de pesquisa e como eles podem ajudar seu e-commerce

Neste artigo, entenda o papel dos mecanismos de pesquisas para colocar seu e-commerce na viabilidade dos negócios.…

O que podemos esperar para as agências de full service em 2022

Diversas empresas, de uns anos para cá, passaram a se posicionar como full service. Mas você…

Qual a finalidade do Call to Action em e-commerce?

Quer entender para que serve Call to Action e sua importância para o e-commerce? Continue…

Fale agora com
nossos
especialistas

Ao preencher o formulário e clicar no checkbox, você expressamente declara que está ciente de que a nossa empresa poderá realizar contato com você via e-mail, telefone, WhatsApp ou qualquer outro meio e enviar comunicações para o fim exclusivo de apresentar conteúdos, produtos e serviços relacionados à Infracommerce.