Varejo Online: como estruturar seu negócio

Varejo Online: como estruturar seu negócio

Não é novidade que a conveniência da Internet contribuiu para o sucesso do varejo online. Ainda mais, depois da pandemia a tendência é que essa modalidade de compra cresça ainda mais.

Toda a dinâmica do varejo online atraiu muitas novidades que as empresas podem ajustar para se diferenciar de seus concorrentes. Por se tratar de um mercado competitivo em constante mudança, os varejistas precisam saber como identificar oportunidades, prever cenários e planejar bem (esse é o principal aliado das vendas digitais).

Portanto, escolher uma estratégia que contribua para a melhoria dos resultados é eficaz, mas também alinhada com o porte e o perfil da empresa.

1. Surpreenda o seu público

Conforme mencionado anteriormente, é necessário prever as necessidades dos clientes. Por exemplo, um calendário com as principais datas de aniversário do comércio eletrônico pode ajudar a criar promoções específicas.

Outra opção para se destacar no varejo online é investir em um bom programa de automação de marketing. Assim, é possível determinar o principal comportamento de compra dos consumidores e, em seguida, enviar ofertas personalizadas relacionadas ao seu consumo.

De acordo com o Think With Google, mais de 3.000 brasileiros expressaram sua disposição em aceitar publicidade digital, especialmente quando estão interessados no assunto. Além disso, antecipar as necessidades do cliente pode ajudar a aumentar a fidelidade e os resultados de longo prazo.

2. Adote um sistema de gestão (ERP)

ERP-Enterprise Resource Planning (ou Planejamento dos Recursos da Empresa) é um sistema de gerenciamento de negócios que pode agrupar e controlar todas as informações em uma loja online em um único ambiente, desde gerenciamento financeiro e de recursos humanos até gerenciamento de clientes e compras.

Os gerentes devem usar tecnologias que conduzam ao varejo online para garantir a eficiência do processo e reduzir os custos de mão de obra. No entanto, antes de usar ferramentas de gerenciamento de negócios, é importante verificar alguns critérios, como disponibilidade, capacidade de armazenamento e custo-benefício.

3. Fique de olho nas vendas pelo celular

Um bom exemplo de empresa que aposta no mobile é o Mercado Livre, que é o quinto site mais visitado do Brasil. De acordo com o Google, mais da metade das vendas da empresa vêm de dispositivos móveis e estima-se que um quarto dos smartphones do Brasil têm o aplicativo do varejista instalado.

Para acompanhar o ritmo das vendas móveis, você precisa criar um varejista online responsivo. Ou seja, uma loja online que se adapta perfeitamente à tela do smartphone sem diminuir a qualidade de visualização e operação.

Também vale atentar para o aumento das conexões WiFi e 4G, pois podem oferecer inúmeras oportunidades para consumidores e varejistas.

4. Investigue carrinhos de compra abandonados

Ao desenhar a jornada de compra de um consumidor, pode-se reconhecer que alguns carrinhos de compras foram abandonados pelo cliente. O que muitos varejistas não sabem é que existem muitas maneiras de evitar essa disseminação.

Uma é uma página de carrinho de compras com apenas conteúdo relevante e não há ponto de fuga, como menus não essenciais que apontam para outras páginas. Portanto, apenas as informações necessárias são deixadas como: formas de pagamento, opções de entrega e características do produto.

Outra possibilidade é fornecer chatbots automatizados de chat online, onde os clientes podem fazer perguntas sobre entrega, envio e devolução, por exemplo.

5. Tenha uma estratégia de marketing digital

É quase impossível encontrar uma marca que não tenha sucumbido às tendências do marketing digital, principalmente do e-commerce.

Cada vez mais, as empresas precisam considerar ações para se relacionar com o público e manter a participação, como publicações relacionadas à área de atuação em redes sociais e outras estratégias de segmentação.

Essas e outras estratégias de marketing digital podem aumentar o reconhecimento da empresa e a fidelidade do alvo.

A empresa que tem se destacado por sua estratégia de marketing diferenciada é o Magazine Luiza.

O varejista combina dados do Google Analytics com dados de CRM para atingir públicos específicos e diferenciados em suas atividades de marketing. Segundo informações divulgadas pelo Google, após dois meses de implantação do projeto, o efeito foi melhor do que a estratégia original, atingindo uma taxa de conversão de 16% e um ROAS (retorno sobre o investimento publicitário) de 49%.

6. Crie uma comunicação Omnichannel

Para os varejistas que possuem lojas físicas além do e-commerce, o Omnicanal tem uma abordagem mais sistemática, combinando online e offline, para atingir o consumidor em todos os momentos microscópicos da tomada de decisão de compra.

Considerando que esta estratégia de comunicação trouxe muitos benefícios para a empresa, pois os smartphones se tornaram verdadeiros assistentes pessoais dos usuários.

Pesquisa da Capgemini Consultoria mostra que 75% dos usuários pesquisam produtos na Internet antes de irem a uma loja física. É aqui que o Omnicanal pode auxiliar no suporte a todos os canais de comunicação da empresa.

Omnichannel é uma estratégia síncrona e interligada com diferentes canais de comunicação (online e offline), cujo objetivo é estreitar e melhorar o relacionamento com os clientes em todas as etapas do canal de compra: desde a descoberta do produto até o momento da conversão final.

No Omnicanal, os clientes têm uma experiência abrangente em todos os canais de vendas. Por exemplo, ele pode começar a comprar no site e, eventualmente, entrar na loja.

No entanto, o mesmo idioma deve ser usado online e offline, a fim de acompanhar o ritmo das ações e evitar diferenças de idioma. Em outras palavras: o Omnicanal precisa garantir as mesmas conversas em todos os canais, como mostrar presença em sites, redes sociais e lojas físicas.

Adotar algumas práticas e prestar atenção às tendências do mundo digital pode criar muitas oportunidades para o varejo online. 

Gostou deste artigo? Continue nos acompanhando para ter acesso a conteúdos relacionados.

Fale com um especialista

Leia também

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Se você não conhece o impacto do Pix para e-commerce e como ele pode ser um aliado para o seu negócio, fique atento às nossas últimas atualizações!

Acessar
4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

As vendas B2B são uma realidade cada vez mais presente na rotina dos empresários, junto à muitas responsabilidades. Continue a leitura e saiba mais sobre o tema!

Acessar
Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Entenda o que é split de pagamento, veja como usar e para quem é indicado. Além disso, falaremos um pouco sobre os benefícios da InfraPay como solução de pagamento.

Acessar

Assuntos

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações

Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.