Segurança no mercado digital

Segurança no mercado digital

A cada minuto, 347 mil novas histórias são postadas no Instagram, 147 mil fotos são postadas no Facebook e 41 milhões de mensagens são trocadas no WhatsApp em todo o mundo. A pesquisa realizada pela Domo, empresa especializada em computação em nuvem, mapeia dados globais para a Internet e dá a dimensão da quantidade de informações transmitidas na rede. Nesse caso, a necessidade de segurança no mercado digital está se tornando cada vez mais importante, principalmente no compartilhamento do uso pessoal e profissional.

A pesquisa também revelou muitos dados sobre o mercado corporativo: Por exemplo, a cada 60 segundos, 208 mil pessoas usam o Zoom para participar de reuniões.

Em um mundo tão vasto e dinâmico, existe um risco real de problemas de segurança. Nos primeiros meses deste ano, ocorreram dois vazamentos de dados privados em grande escala no Brasil. Em janeiro, surgiu a exposição na Internet de 223 milhões de CPFs de vivos e falecidos. Assim como, o vazamento de quase 103 milhões de registros de telefones celulares se tornou notícia.

Em uma entrevista recente, Marco DeMello, CEO da PSafe, uma empresa líder em segurança no mercado digital na América Latina, afirmou que essas grandes vulnerabilidades indicam que o mundo está passando por duas epidemias: uma é covid-19 e a outra é um "ataque cibernético".

Conforme os especialistas no assunto, este cenário cria um alerta muito grande sobre o tema. Ainda que estejamos rumo a uma evolução na segurança no mercado digital, a prevenção contra vazamento de dados está muito mais ligada ao controle das empresas — e na maioria das vezes pode sair mais barata do que remediar os danos.

De qualquer forma, há um risco de continuidade dos negócios: um ataque cibernético pode levar ao fechamento das portas caso a empresa não esteja preparada para recuperar backups, por exemplo.

Além de que, multas que podem ser cobradas pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados, por sua vez, podem impactar, e muito, os resultados financeiros da corporação.

Como funciona a LGPD 

Embora a LGPD tenha sido formulada há mais de dois anos, seu sinal efetivo é a demora na aplicação de multas, a constituição de órgãos fiscalizadores e um monte de informações descompassadas.

Para você ter uma ideia, a partir de agosto, quem descumprir a lei será punido. Uma pesquisa com 508 empresas realizada pela ICTS Protiviti constatou que 84% das empresas não estão preparadas para atender aos novos requisitos.

Antes da LGPD, não havia classificação criminal para violação de dados pessoais, o que tornava mais difícil para os consumidores buscarem indenização por danos causados ​​por incidentes de segurança no mercado digital.

A nova lei não apenas exige que as empresas que sofreram violações de dados tornem o incidente público, mas também pode resultar em uma multa de 4% ou 50 milhões de reais da receita de cada episódio.

Home office x segurança digital

Com a ampla adoção do trabalho remoto durante a pandemia, os riscos digitais das empresas aumentaram. O uso de redes Wi-Fi domésticas é uma delas, pois a empresa não tem controle sobre o tipo de senha usada na rede doméstica.

Além disso, vários dispositivos, telefones celulares pessoais, outros computadores, dispositivos inteligentes, etc. Nesse caso, equipamentos não atualizados ou configurados incorretamente podem trazer riscos digitais adicionais.

Os especialistas concordam que, além de adotar controles de segurança e melhores práticas, também é importante investir no controle remoto e na proteção dos equipamentos utilizados pelos colaboradores.

Existem algumas possibilidades entre essas medidas, como usar VPN para acessar informações da empresa, o segundo fator de autenticação de aplicativo, controle de acesso que restringe o uso de sites não relacionados ao trabalho e configuração de antivírus ou antivírus de próxima geração.

Uma das opções para melhorar a segurança do mercado digital e prevenir ataques corporativos é utilizar plataformas como a 11ª geração da Intel vPro. A plataforma fornece recursos de segurança integrados para proteger o sistema operacional e é a primeira plataforma a fornecer detecção de ameaças de inteligência artificial baseada em chip para ajudar a prevenir ransomware e ataques de mineração de criptografia.

O Intel Hardware Shield começou na 8ª geração e tem melhorado desde então. Ele ajuda a minimizar o risco de instalação de código malicioso, bloqueando a memória no BIOS enquanto o software está em execução e ajuda a evitar que malware relacionado danifique o sistema operacional.

Além disso, a plataforma Intel também reforça a segurança baseada em virtualização (VBS), que tem a função de proteger os computadores em tempo de execução. Mais importante ainda, a função do sistema operacional oferece suporte à inicialização segura, permitindo que o sistema inicialize em um estado confiável.

A importância da segurança no mercado digital

A segurança no mercado digital é uma série de medidas tomadas para proteger as informações das empresas no mundo digital, como prevenir o vazamento de dados e informações.

Dados de clientes, arquivos da empresa, informações confidenciais ou sensíveis que precisam ser protegidos para garantir a segurança dos clientes e da própria empresa. Em outras palavras, ele deve proteger não apenas as informações internas, mas também os dados externos.

Quando os dados de uma empresa são expostos, sua reputação pode ser questionada, o que pode prejudicar sua imagem entre os clientes e, muitas vezes, até seu valor de mercado.

Além disso, de acordo com especialistas em privacidade, um dos maiores erros é acreditar que apenas grandes empresas serão hackeadas

No mundo corporativo, a segurança no mercado digital está recebendo cada vez mais atenção porque afeta a percepção que o setor tem da empresa e a confiança nela, o que é importante para qualquer empresa.

Se esse é o seu caso, pode começar a investir em estratégias e ferramentas que facilitem o processo e protejam os dados do seu cliente. Você pode contar com a Infracommerce nesse processo. 

Caso tenha dúvidas, entre em contato com a nossa equipe.

Fale com um especialista

Leia também

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Se você não conhece o impacto do Pix para e-commerce e como ele pode ser um aliado para o seu negócio, fique atento às nossas últimas atualizações!

Acessar
4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

As vendas B2B são uma realidade cada vez mais presente na rotina dos empresários, junto à muitas responsabilidades. Continue a leitura e saiba mais sobre o tema!

Acessar
Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Entenda o que é split de pagamento, veja como usar e para quem é indicado. Além disso, falaremos um pouco sobre os benefícios da InfraPay como solução de pagamento.

Acessar

Assuntos

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações

Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.