Plataforma B2B, B2C e B2G: quais as diferenças

Plataforma B2B, B2C e B2G: quais as diferenças

No mundo dos negócios, siglas e termos técnicos são inevitavelmente encontrados. Por exemplo, você já ouviu falar de B2C (Business to Consumer) e B2B (Business to Business), certo? Esses são os termos mais comumente usados ​​para descrever a forma como as empresas e os consumidores se relacionam.

O que nem todos sabem é que várias outras siglas são usadas neste caso. E mais: eles não se limitam ao varejo físico. Alguns desses termos são cada vez mais usados ​​para definir diferentes tipos de negócios no comércio eletrônico.

Neste artigo, você pode verificar o significado dos conceitos principais e entender a diferença entre eles.

Business to Business (B2B)

O termo B2B é a abreviatura de Business to Business, nada mais do que "negócios para negócios", em inglês, que é empresa para empresa. Portanto, venda para outras empresas - elas usam os bens ou serviços para o consumidor final ou para seu próprio uso.

Por exemplo, suponha que você seja um fabricante de roupas infantis e seu foco não seja abrir uma loja para vender aos consumidores. Afinal, para obter mais lucro, você considerou a produção em massa porque percebeu que é mais lucrativo fornecê-la a uma loja que vende roupas de criança do que tentar vendê-la você mesmo.

Nesse caso, você tem uma empresa (fábrica) que vai fornecer para outra empresa, certo? Afinal, você envia a mercadoria para a loja e, em seguida, ela vende para o consumidor final. Este é o formato de vendas B2B. É simples, não é?

Business to Consumer (B2C)

Business to Consumer ou "empresa para cliente", é exatamente o oposto do exemplo que citamos acima. Essa forma de negócio costuma ser a mais comum, pois a transação é realizada diretamente ao consumidor final, sem a intermediação de outras pessoas ou empresas.

Tome como exemplo a fábrica de roupas infantis: você vai abrir uma loja (ou e-commerce) para vender ao consumidor final. Portanto, o modelo de negócios B2C precisa colocar o cliente final como o foco de todas as suas estratégias de negócios e marketing.

Business to Government (B2G)

O sistema Business to Government, ou "empresa para governo", não é muito comum em nosso trabalho diário. Refere-se à transação entre a empresa e o governo.

O B2G é um pouco mais complicado porque é um recurso público (dinheiro de impostos e taxas que somos obrigados a pagar), por isso é necessário estabelecer regras rígidas para as transações a serem realizadas.

Por esse motivo, surgem as licitações, que têm como foco evitar que o dinheiro público seja desperdiçado. Sendo assim, para vender para o governo é necessário seguir uma série de regras e obrigações. Ou seja, na maioria dos casos, a empresa que apresenta o melhor custo-benefício é a escolhida pelo governo.

A diferença entre B2G e B2B

Uma pergunta muito comum é sobre a diferença entre os modelos B2G e B2B. Afinal, o governo pode ser representado por uma empresa, como uma estatal.

No entanto, a principal diferença entre estes dois métodos de negócios reside precisamente nos requisitos e regras impostos ao lidar com autoridades públicas.

Uma empresa privada pode contratar o que julga ser o melhor serviço, afinal os recursos são privados e têm interesses especiais.

Ao fazer negócios com o governo, você deve até mesmo atender a muitos requisitos para participar de licitações. Em seguida, faça uma escolha analisando as capacidades do concorrente.

Portanto, antes de considerar a adoção do B2G como estratégia de vendas, é preciso entender quais são as regulamentações aplicáveis.

As regulamentações aplicáveis

Para vender no modelo B2G, é necessário participar do processo licitatório, que tem o amparo da Lei nº 8.666 / 1993.

O documento enumera todas as regras de licitações e contratos relativos à administração pública, incluindo a execução de obras, a venda de materiais, o aluguel de espaço ou publicidade.

Portanto, qualquer relação comercial celebrada sob a alçada da União, Distrito Federal, Estado ou Município deve obedecer ao disposto na Lei nº 8.666 / 1993.

Nos requisitos da licitação, os seguintes pontos devem ser destacados:

  • habilitação jurídica: é necessário garantir a legalidade da sua empresa, apresentando documentos como o contrato social;
  • qualificação técnica: por meio de laudos técnicos, sua empresa precisa comprovar a capacidade técnica de fornecer o produto ou serviço em questão;
  • qualificação econômico-financeira: é necessário mostrar para o governo que a sua organização tem capacidade financeira de fornecer o que está em contrato;
  • regularidade fiscal: para negociar com o governo, é preciso estar em dia com ele, certo? Por isso, é preciso comprovar quais impostos, taxas e encargos sociais estão pagos.

Qual a importância de ter uma boa plataforma?

Independentemente de qual seja o modelo de negócio utilizado dentro da sua empresa, uma coisa é certa: sem uma plataforma B2B, B2C e B2G adequadas, as chances de sucesso são menores.

Por isso é necessário avaliar com cuidado todas as possibilidades, antes de aplicar no seu negócio. Com certeza a escolha certa fará toda diferença nos resultados. 

O objetivo de um comércio eletrônico deve ser a oferta de máxima comodidade para seus consumidores, independente da modalidade, bem como a expansão da área de atuação da empresa e redução dos custos de vendas. Dessa forma, uma plataforma B2B, B2C e B2G precisa dar suporte a esses objetivos com ferramentas avançadas para uso do atacadista ou indústria.

A Infracommerce possui é ideal para o desenvolvimento do seu negócio. Caso tenha dúvidas, é só entrar em contato com a nossa equipe:


Fale com um especialista

Leia também

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Pix para e-commerce: saiba como isso pode alavancar suas vendas

Se você não conhece o impacto do Pix para e-commerce e como ele pode ser um aliado para o seu negócio, fique atento às nossas últimas atualizações!

Acessar
4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

4 Funcionalidades para aumentar o lucro com as vendas b2b

As vendas B2B são uma realidade cada vez mais presente na rotina dos empresários, junto à muitas responsabilidades. Continue a leitura e saiba mais sobre o tema!

Acessar
Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Faça um split de pagamento customizado para cada negócio com InfraPay

Entenda o que é split de pagamento, veja como usar e para quem é indicado. Além disso, falaremos um pouco sobre os benefícios da InfraPay como solução de pagamento.

Acessar

Assuntos

Revolucione sua
Customer Experience!


Descubra qual solução Infracommerce é a ideal para o sucesso do seu negócio.

Preencha o formulário abaixo que nossa equipe
entrará em contato para mais informações

Obrigado! Seu contato foi enviado com sucesso!
Oops! Algo deu errado, tente novamente.